Um correspondente da revista IstoÉ veio a São Luís e viu de perto a melancolia e o esvaziamento tomarem conta da campanha de Roseana Sarney (PMDB) ao governo do Maranhão. O título da reportagem de IstoÉ adverte: “O clã Sarney respira. Ainda”.

A revista cita que a disputa eleitoral desse ano será a batalha mais difícil para o clã Sarney. Roseana entrou na campanha com adesão de poucos e nanicos partidos, contra as 16 legendas da robusta coligação de Flávio Dino, seu principal adversário.

Em tom fúnebre, a reportagem prenuncia o fim do clã oligárquico com nova derrota nas urnas para Dino, que venceu Edinho Lobão (PMDB) em 2014. IstoÉ lembra que Roseana não queria lançar candidatura, mas por “pressão do pai”, diz a revista, abandonou a aposentadoria. Todas as pesquisas locais realizadas até agora apontam vitória de Dino no primeiro turno.