A farra de nomeações da deputada Andréa Murad parece não ter limite. O blog descobriu com exclusividade as nomeações de dois primos de Andréa em seu gabinete na Assembleia.

Trata-se dos irmãos (isso mesmo!) Mariana Ferreira Trovão e Alexandre Vitor Ferreira Trovão. Ambos são filhos do tio da deputada, o vereador de Coroatá César Trovão (PV).

Mariana foi nomeada na Assembleia assim que a prima Andréa Murad assumiu o mandato em 2015. Entretanto, em 27 de janeiro de 2016, por meio de ato contínuo, conforme o Diário Oficial, ela foi nomeada como Assessora Chefe, símbolo DANS-2, um cargo melhor do que o anterior.

Já Alexandre, irmão de Mariana e primo da deputada, foi agraciado recentemente, no dia 1º de fevereiro de 2018, como Assistente Técnico Legislativo, símbolo DAS-1.

O salário de Mariana em 2017 beirava os R$7.000,00 sem descontos. O salário de Alexandre é de pouco mais de R$6.200,00, isto é, se observado o vencimento do mesmo cargo em 2017. Todas as remunerações foram reajustadas em 2018, contudo, as informações dos servidores sobre o atual exercício financeiro ainda não estão disponíveis no portal da transparência da Assembleia.

Mariana e Alexandre (que moram em São Luís) nunca foram vistos dando expediente na Assembleia nem no suposto escritório da parlamentar em Coroatá. Além disso, o caso pode se configurar claramente como nepotismo (favorecimento de parentes no serviço público). Mariana, por sua vez, é frequentemente vista ostentando com a prima.

A graça com os filhos de César Trovão tem um motivo: serve como um pagamento ao vereador pela fidelidade com os Murad em Coroatá, mantendo-o firme na defesa dos interesses da sobrinha.

Agora se sabe o porquê César até se indispõe com os demais vereadores de oposição para defender o clã Murad.

Enquanto isso, dezenas de lideranças políticas e comunitárias seguem sem ver a deputada e sem receber nenhuma ajuda sequer.

Infelizmente a constatação é única: apenas os de casa tem vez, apenas a família é beneficiada.

As informações são de caráter público e estão disponíveis no portal da transparência da Assembléia Legislativa do estado e no Diário Oficial.