Não durou uma semana o entusiasmo e a euforia da oposição pela pré-candidatura ao governo do Maranhão do ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad (PRP), apontado pela Polícia Federal como o líder da organização criminosa que roubou R$ 1,2 bilhão da Saúde do estado.
Logo depois de Ricardo soltar uma carta anunciando sua filiação ao PRP e a intenção de entrar no pleito, Roseana Sarney usou o jornal da família para também se lançar em busca do Palácio dos Leões, abafando a candidatura do cunhado.
Hoje, na Assembleia Legislativa do Maranhão, a deputada estadual Andrea Murad (PMDB) saiu em defesa do pai, mas sem muita convicção, a ponto de abrir brecha para o ex-secretário concorrer ao Senado.
Uma possível candidatura de Ricardo Murad ao Senado provoca outro embate imediato entre o clã Sarney e Murad, porque atrapalharia o conturbado plano do ministro Sarney Filho (PV) em disputar o cargo majoritário, tirando dos senadores Lobão e João Alberto a possibilidade de reeleição.
O grupo Sarney, se quiser ter senador, sabe que tem que lançar candidatura única; caso contrário, a derrota é certa.
O blog insiste com o que vem dizendo há dias: Ricardo disputa no máximo vaga para deputada estadual… Isso se não for candidato a líder de algum pavilhão de Pedrinhas.

Fonte: Marrapa.com