“Estou muito ansiosa com a inauguração da Casa de Apoio (Ninar), porque não tenho nem como expressar como vai melhorar minha vida e imagino que a de tantos pais que passam pelas mesmas dificuldades”, disse a manicure Adriana da Silva, mãe de Maria Valentina da Silva, de 1 ano e 8 meses, diagnosticada com microcefalia, que mora em Codó.

A criança recebe assistência especializada no Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças (Ninar), no Hospital Dr. Juvêncio Mattos, em São Luís, e agora vai contar com o pacote de serviços da Casa de Apoio Ninar, na Praia de São Marcos, inaugurada, nesta terça-feira (4), pelo governador Flávio Dino junto com o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Semanalmente, a Casa receberá quinze famílias, sendo nove do interior do estado, que ficarão hospedadas no imóvel e seis da capital, que passarão o dia em atividades. Junto com as famílias do interior, serão recebidos profissionais que serão capacitados para acompanhar o desenvolvimento das crianças em tratamento no próprio município onde elas residem, fortalecendo o ‘Ninho de Cuidados’.

Saiba mais:

Governador Flávio Dino inaugura Casa de Apoio Ninar, nova funcionalidade atribuída à antiga Casa de Veraneio. (Foto: Divulgação)

Governador Flávio Dino inaugura Casa de Apoio Ninar, nova funcionalidade atribuída à antiga Casa de Veraneio. (Foto: Divulgação)

Há cerca de dois anos, a rotina da manicure Adriana da Silva com a pequena Maria Valentina da Silva, tem sido vir pelo menos três vezes ao mês à capital para realizar o tratamento para a filha. De Codó, distante aproximadamente 296 km de São Luís, as duas ficavam abrigadas em hospedaria durante o tratamento.

“É uma rotina muito difícil e eu não vou só, sempre alguém me acompanha para ajudar com ela. Então, esse gasto aumenta, porque além da hospedagem, tem a alimentação. É uma vida dura!”, desabafou. A mãe estima que gasta em torno de R$ 500 por mês só para viabilizar as vindas da filha para São Luís para tratamento, valor que para a família faz falta e compromete a renda familiar.

Com ansiedade e esperança, Adriana da Silva se preparou para vir para São Luís, esta semana, pela última vez precisando pagar um quarto na hospedaria, onde ao longo dos últimos meses precisou ficar. Com a inauguração da Casa de Apoio Ninar, investimento do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), a assistência e o tratamento especializado às crianças com problemas neurológicos foram expandidos.

As famílias do interior do Maranhão, assistidas pelo Ninar, terão a garantia de hospedagem, alimentação, além de toda uma estrutura de ponta para o tratamento dos filhos.  “Hoje, eu não tenho nem noção de quanto é minha renda, porque tudo que eu ganho vira despesa e eu não posso nunca, de jeito nenhum, deixar de custear a saúde da minha filha. Então, nos viramos para poder oferecer o melhor pra ela”, disse Adriana da Silva.

A maior expectativa da mãe é com as sessões de fisioterapia que a filha tanto precisa e não tem como fazer. “A Valentina precisa de dez sessões por mês de fisioterapia, mas na nossa cidade não tem. Já era pra minha filha estar sentando e ela ainda não conseguiu evoluir porque não conseguimos fazer as fisioterapias. E eu já soube que lá na Casa de Apoio ela vai ter acesso às sessões. Estou muito ansiosa, cheia de esperança e muito feliz”, afirmou.

Na Casa de Apoio Ninar, crianças de zero a 13 anos com doenças neurológicas como microcefalia, hidrocefalia, síndrome de Down, paralisias cerebrais, entre outras, serão atendidas por uma equipe multidisciplinar, composta por médicos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas, assistentes sociais, nutricionistas, farmacêuticos, educadores físicos, enfermeiros, psicólogos e psicopedagogos.

Na Casa, as famílias e os profissionais passarão por um circuito de atividades multidisciplinares que incluem avaliações médicas (neuropediatria, pediatria, psiquiatria, infectopediatria, oftalmologia), oficinas de brinquedos e instrumentos musicais com material reciclado, oficina de culinária, palestras sobre desenvolvimento infantil, primeiros socorros e planejamento familiar, entre outros.

De acordo com a coordenadora da Casa de Apoio Ninar, Patrícia Sousa, a Casa tem entre seus pilares a saúde e a qualidade de vida das pessoas. Para isso, tem como finalidade acolher, orientar e assistir também as famílias das crianças em acompanhamento no Ninar. “A família será inserida no tratamento do filho. As atividades estarão sempre relacionadas para o olhar que essa família deve ter para o seu filho”, afirmou.

Governador Flávio Dino inaugura Casa de Apoio Ninar, nova funcionalidade atribuída à antiga Casa de Veraneio. (Foto: Divulgação)

Governador Flávio Dino inaugura Casa de Apoio Ninar, nova funcionalidade atribuída à antiga Casa de Veraneio. (Foto: Divulgação)