Deputado Wellington do Curso quer CPI para investigar família Murad

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) dá uma de joão sem braço e ventríloquo do parceiro Eduardo Braide (PMN) na Assembleia Legislativa do Maranhão, mas trama no íntimo sua vingança contra a família Murad, talvez pela falta de apoio da ala muradista do PMDB de São Luís na eleição passada.

Mirando em Ricardo Murad (PMDB) e nos deputados estaduais Sousa Neto (PROS) e Andrea Murad (PMDB), o dono do Curso Wellington quer porque quer uma CPI para investigar o desvio de mais de R$ 1 bilhão da Saúde desde o governo Roseana Sarney (PMDB).

Ricardo, segundo a Polícia Federal, é o chefe da quadrilha desbaratada na Operação Sermão aos Peixes. Andrea e Sousa Neto – o Tafarel – teriam se beneficiado com o esquema por meio de doações eleitorais na campanha de 2014. Wellington sabe do grau de comprometimento dos colegas de plenário, porém não está nem aí.

Midiático, o parlamentar sabe que a possibilidade de uma CPI nesse sentido ir adiante. No entanto, busca usar o desgaste do clã subalterno dos Sarney para se promover junto à opinião pública e ampliar suas bases em Coroatá e Santa Inês.

Fonte: Marrapa.com